Sinopse

Bonnard, Pierre et Marthe (título original)

A vida do pintor francês Pierre Bonnard (1867-1947) e de sua esposa, Marthe de Méligny (1869-1942), ao longo de cinco décadas. O homem que seu país natal apelidou de “pintor da felicidade” não seria o pintor que todos conhecem sem a enigmática Marthe que sozinha ocupa quase um terço da sua obra…

“Um olhar luminoso sobre Pierre e Marthe Bonnard em um comovente retrato duplo realizado por Vincent Macaigne e Cécile de France. – Télérama

“Uma longa e forte história de amor atravessada por uma doce loucura” Abus de Ciné

“O filme vai além de uma simples cinebiografia porque questiona o lugar da esposa de um artista, ou mesmo da mulher em geral, no período que vai do final do século XIX ao início do século XX”. Movierama

Martin Provost, diretor
Martin Provost nasceu em 1957 em Brest, França. Antes de ter feito a transição para realizador e argumentista de cinema começou a sua carreira como ator de teatro, contando com uma longa e famosa carreira no Comédie Française, um Teatro Estatal francês. Publicou diversos romances e realizou dois curtas-metragens antes de apresentar o seu primeiro longa-metragem enquanto realizador: Tortilla y Cinema (1997). Em 2003, dirigiu Le ventre de Juliette, e em 2008, seu filme Séraphine ganhou o Prêmio César de Melhor Filme. Em 2013, Violette, seu drama biográfico sobre a autora Violette Leduc, foi exibido na mostra Apresentação Especial do Festival Internacional de Cinema de Toronto. Em 2017, dirigiu Catherine Frot e Catherine Deneuve no longa O Reencontro e, finalmente, em 2020 dirigiu a comédia dramática A Boa Esposa, com Juliette Binoche.

Vídeo e Fotos

1 Vídeo

EXIBIÇÃO

Selecione a Sala

  • Sala 2

COMPRAR INGRESSO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  +  28  =  32