Sinopse

Um casal francês se muda para uma vila no interior da Galícia, buscando proximidade com a natureza. Eles levam uma vida sossegada, plantam vegetais e recuperam casas abandonadas, mas não têm uma boa relação com os outros habitantes. Após rejeitar um projeto de energia elétrica eólica, dois irmãos da vizinhança se desentendem e levam a situação ao limite.

Filme apresentado na mostra Première no Festival de Cannes de 2022!
Prêmios Goya e Prêmios CEC em 2023 de Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.

“Um filme tenso e perturbador, que é tanto um drama social íntimo quanto um thriller camponês.” – Le Figaro

“ Sorogoyen cultiva a tensão com tremenda maestria.” – Le Parisien

“Um thriller com um hiper realismo assustador.” – Télérama

“Este poderoso filme sobre o medo e o ódio aos outros confirma o talento de Rodrigo Sorogoyen”. – Les Echos

Rodrigo Sorogoyen, diretor
Cineasta espanhol, Rodrigo Sorogoyen é reconhecido principalmente por dirigir Madre (2019), filme pelo qual foi nomeado ao Óscar 2019 na categoria de Melhor Curta-metragem. Aos 25 anos, teve a oportunidade de dirigir seu primeiro filme, 8 Citas (2008), projeto escrito e dirigido em colaboração com Peris Romano. O longa teve ótimas receitas, além de elogios da crítica e uma ótima recepção na edição de 2008 do Festival de Cinema de Málaga. Pouco depois, começou a trabalhar como roteirista e diretor da Isla Producciones em séries de televisão. Em 2012 filmou Estocolmo, estrelado por Aura Garrido e Javier Pereira. O filme se tornou um dos grandes favoritos do festival: foi premiado com três Bisnagas de Prata, uma menção especial, o Prêmio Signis e o do Júri Jovem. Em 2015 começou a filmar seu terceiro projeto para o cinema, Que Deus nos perdoe, com Antonio de la Torre e Roberto Álamo no elenco principal. Em 2017, além do indicado ao Oscar, Madre, dirigiu também o longa-metragem O Candidato, que recebeu os Prêmios Goya de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original. Em 2022 lançou seu último filme como diretor e co-roteirista, As Bestas, pelo qual recebeu novamente os Prêmios Goya e os Prêmios CEC em 2023 de Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.

Vídeo e Fotos

1 Vídeo

EXIBIÇÃO

Selecione a Sala

  • Sala 1

COMPRAR INGRESSO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6  +  3  =