1 Votos 5

Sinopse

Simon, um diretor experiente, começa a rodar um filme sobre a luta dos trabalhadores para salvar sua fábrica. Mas nada sai como planejado. Sua produtora deseja reescrever o final, sua equipe entra em greve, sua vida pessoal está em ruínas; e para piorar as coisas, o ator principal é um desagradável egocêntrico. Joseph, um jovem que deseja entrar na indústria do cinema, aceita dirigir o making of. Ele leva seu papel muito a sério e começa a capturar toda a confusão, provando que o making of pode às vezes ser bem melhor que o próprio filme!

Cédric Kahn, diretor
Nascido em Paris, Cédric Kahn iniciou sua carreira como montador em 1987, trabalhando ao lado de Yann Dedet nas filmagens de Sob o Sol de Satã (1987), de Maurice Pialat. Dois anos depois, passou para trás das câmeras para dirigir seu primeiro curta-metragem, Nadir, seguido em 1990 por um segundo intitulado As Últimas Horas do Milênio. No mesmo ano, o jovem cineasta ganhou o prêmio de Melhor Roteiro no Festival Internacional de Cinema e dirigiu seu primeiro longa-metragem, Bar des rails (1992).

Ele apresentou seu longa-metragem, Cheio de Felicidade (1994), que lhe rendeu o Prêmio Jean Vigo e o Prêmio Juventude no Festival de Cannes. O diretor retornou em 1998 com O Tédio, que levou o Prêmio Louis Delluc, e depois produziu Roberto Succo (2001), que relata a vida do serial killer italiano. Três anos depois, lançou Sinais Vermelhos (2004), que lhe rendeu uma indicação ao Festival de Berlim e ao Independent Spirit Awards, na Califórnia.

Em 2005, surpreendeu com O Avião, apresentando uma comovente história infantil. Em 2009, dirigiu Yvan Attal e Valeria Bruni Tedeschi no drama Arrependimentos. No início de 2012, apresentou seu novo filme, A Vida vai Melhorar (2011). Em 2018, lançou A Oração que concorreu ao Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim. Em 2019, seu filme Feliz Aniversário com Catherine Deneuve, Vincent Macaigne e Emmanuelle Bercot foi lançado com sucesso.

Stefan Crepon, convidado do Festival
Nascido em 1996, Stefan Crepon encontrou seu primeiro papel em 2011, participando como ator infantil em dois episódios da série familiar francesa Famille d’accueil. Dedicou-se então aos estudos e em 2020 completou a formação profissional de atuação no renomado Conservatoire National Supérieur d’Art Dramatique (CNSAD) de Paris. Em seu último ano de formação, o ator participou de uma peça dirigida por Alain Françon.

Ainda treinando como ator, Crepon começou a aparecer em seus primeiros filmes. Ele assumiu o papel principal contracenando com Camille Razat, no curta-metragem de Jeanne Sigwalt, L’eau dans les yeux (2017) e em 2018, participou do premiado longa-metragem A Oração, de Cédric Kahn. No mesmo ano, recebeu um papel maior na quarta temporada da série de espionagem Le Bureau des Légendes (2018-2020) transmitida no Canal+.

A partir desses trabalhos, Stefan participou do elenco de Lágrimas de Sal (2020), de Philippe Garrel, Belas Promessas (2021), de Thomas Kruithof; e participou de três episódios da série Lupin (2021), com Omar Sy. Em 2022, a sua atuação em Peter von Kant de François Ozon lhe rendeu uma indicação ao César de Melhor Ator Revelação.

EXIBIÇÃO

Selecione a Sala

  • Sala 2

COMPRAR INGRESSO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

83  +    =  88